A MAPAN pede socorro

Cadela sofre acidente, perde duas patas e vira exemplo de superação
4 de agosto de 2012
O fim dos oceanos
25 de setembro de 2012

A MAPAN pede socorro

Hoje, 02 de agosto está sendo declarado na Pça Mauá, aqui em Santos, o Dia da Ação do Coração… Do Amor… Estou louquinha para dar uma fugida e transmitir a todos os ensinamentos do eterno e inesquecível Mestre Ghandi que dizia: “O AMOR TEM QUE SER UNIVERSAL … SE VOCÊ AMAR UM SÓ SER VC SE TORNARÁ  ESCRAVO DESTE AMOR”, ou seja, devemos amar com a mesma intensidade pais, parentes, amigos, vizinhos, animais e toda natureza e então seremos realmente livres! Em Deus toda natureza é nossa irmã, é nosso próximo! Temos que deixar de restringir o amor somente aos seres humanos e só assim saber exigir que nosso candidato político faça o mesmo por uma real e verdadeira QUALIDADE DE VIDA. 

Em fim, chegamos ao limite do cansaço mental e físico! 2920 dias e noites;  424 semanas de muito amor e dedicação acompanhadas de  duzentos e oitenta e dois sábados doando com responsabilidade 5408 animais resgatados de maus tratos e abandono!

Muito desgaste e sofrimento diante de tantos problemas. Correndo atrás de veterinários, medicamentos, transportes e lares temporários. Noites agitadas diante das crueldades, indiferença dos governantes  e sobretudo da impotência financeira para cobrir as necessidades e fielmente todos os compromissos para que mais uma vez os abandonadinhos não sofram pelos erros humanos.

A MAPAN agradece muitíssimo a todos poucos  colaboradores , o sucesso alcançado. Entretanto a conta da MAPAN está no VERMELHO! E apesar de todos protetores serem voluntários, a MAPAN está passando por um momento muito difícil. As contas mensais só aumentam…. R$3650,00 / mês de lares temporários, aproximadamente R$ 4000,00 em uma tonelada e meia de rações; e mais vermífugos, pomadas, antibióticos, antiinflamatórios; aquisição de mais dez casinhas plásticas; R$ 800,00 em transporte para veterinários, feirinhas, etc …

A MAPAN precisa urgentemente de mais sócios e colaboradores.  E de nada adianta ficar comovida e só  ter “PENA” porque eles, todos sabem, não comem “pena” mas rações todos os dias. 

Não adianta nada ter “PENA” e não castrar o animal para depois DESOVAR mãezinhas e filhotes pelas ruas, lixões, etc… Como fazem as PARIDEIRAS com seus filhos não planejados.  DESOVAR seu animalzinho porque está velhinho ou doentinho, ou mesmo querer abrigá-lo num LAR TEMPORÁRIO  que, como um abrigo da infância só é bom para crianças retiradas de maus tratos e abandono e não para vidinhas com família, aconchego,  passeios….    

 Não adianta ter “PENA” e não fazer um sacrificio para doar a eles a oportunidade de uma vida digna até que seja adotado.

Oito anos, 282 feirinhas , 5408 animais abandonados ou retirados de maus tratos.

 

SAIBA COMO AJUDAR

Comente com sua conta do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *